quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Além São Francisco - Abertura 09/03/2020 - Visitação de segunda a quinta, das 11 às 16 h




Além São Francisco 
09/03 a 18/03 

Abertura: segunda-feira, 09/03 às 17h
Visitação: Segunda à quinta 11h às 16h 
Galeria Cañizares - Escola de Belas Artes  UFBA
Av. Araujo Pinho, 212, Canela, Salvador

Abrindo a pauta da Galeria Cañizares (EBA-UFBA) em 2020, a exposição Além São Francisco reflete sobre a transitoriedade da paisagem cultural homônima, localizada na margem esquerda média do Rio São Francisco. São 11 obras que revelam olhares singulares e transportam o horizonte do público soteropolitano do oceano para as fronteiras profundas do estado. No contexto da interiorização universitária, o curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), se apresenta como fomentador de produção artística contemporânea indissociável do tempo e do lugar: o Além São Francisco inventado e reinventado pela resistência de mãos rezadeiras, raizeiras, careteiras, ensinantes e, acima de tudo, estudantes. 


São obras regadas por experiências e processos distintos, mas que têm em comum o desejo de ver brotarem novos caminhos para (re)conhecer o Sertão.



Caretas de Limiro do Santo Antonio (Canápolis/BA, 1940) recebem o visitante no umbral da porta da exposição. São cores e formas que ele denomina "fechadas", surgidas como parte dos festejos da Caretagem de Santo Antônio, município de Canápolis/BA. Iluminadas ou espantosas, as máscaras e objetos tradicionais de Limiro pulsam tradição ao mesmo tempo que assombram, na descoberta da perecibilidade da arte popular em tempos de apagamento.




Do ateliê para as ruas, as gravuras de Conchita Silva (Correntina/BA) e Mazzo Rodrigues (Boquira/BA, 1971) multiplicam imagens de violência e resistência que, em painéis de lambe-lambe instalados na Galeria e em vários pontos de Salvador, contam histórias de conflitos agrários e hídricos, resistência cultural e de mulheres que lideram a luta em áreas de disputa.












A instalação A responsabilidade da prática docente no deslocamento sudeste-nordeste surge a partir das reflexões do deslocamento do artiste-professore Violeta Pavão (Bocaina de Minas/MG, 1990) para lecionar em Juazeiro e Santa Maria da Vitória, cidades situadas na Mesorregião do Vale do São Francisco e Extremo Oeste Baiano. A obra reflete situações de tensão no encontro de territórios e provoca uma atenção à responsabilidade do corpo/língua/olho docente.













 Três trabalhos se apresentam a partir de experiências de cura. No trabalho de Júnior Dias (Coribe/BA, 1998) uma série de ações artísticas ativa seu encontro espiritual na umbanda. Tiago Bassani (Santo Antonio de Posse/SP, 1985) traz Aroeira, uma instalação-homenagem à Dona Maria da Aroeira, raizeira que vive na Comunidade de Brejinho em Correntina/BA. O trabalho é composto por objetos de cura dispostos em uma parede-relicário-oratório, surgida do encontro entre diferentes crenças e dividida em quatro partes, quatro viagens e quatro curas. 

Já Angélica Rodrigues investiga a cura a partir das e das rezas e ervas de Dona Iracema, parteira e rezadeira urbana de Santa Maria da Vitória/BA.


Do olhar profundo de Luci Lopes (Carinhanha/BA, 1998) surgem manchas e linhas que denunciam o desejo de existir e resistir da arquitetura popular, esquecida no ímpeto da urbanização desenfreada. O desenho de observação da artista faz explodir, nos olhos do visitante, marcas incômodas de paredes sujas, trincas irremediáveis e muros solúveis de casebres abandonados. 

A obra visceral de Mila Vieira (São Félix do Coribe/BA, 1998) surge da manipulação incômoda do solo do terreiro de sua casa no povoado rural de Jenipapo, em Coribe/BA. As indagações sobre a cisão entre passado e presente partem do seu lugar de origem e tramam relações pessoais com o fazer necessário para subsistir neste espaço.


A proposição instalativa Ninhos, de Adriana Araújo (Salvador/BA, 1977) é composta por ninhos de cupins, vespas e seres humanos, produzidos com argila e saliva e transformados em corpos cerâmicos. Os ninhos de insetos, normalmente vistos como infestações, são, nesta proposta, destituídos de um sentido de poder destrutivo e compreendidos como potência das construções coletivas. Os objetos são apresentados como formas sociais não somente em sua configuração final, mas na perspectiva da sua feitura e do desejo de transformar realidades preestabelecidas e gerar possibilidades outras. 


A videoinstalação HABITAR NO SERTÃO: MORAR, CIRCULAR, TRABALHAR E RECREAR-SE  encerra o plantio de nossa exposição.  Concebida por Ana Luisa Ribeiro (São Paulo/SP, 1984), a obra é resultado da experiência de quase 40 futuros professores de arte que percorreram 10 municípios do Sertão São Franciscano. Durante o trabalho de campo os estudantes realizaram caminhadas, conversas e vídeos que fazem emergir uma nova imaginabilidade da região.  Tendo como ponto de partida o observador-autor, o material videográfico aqui reunido é uma somatória de olhares sobre a transitoriedade permanente do morar, circular, trabalhar e recrear-se na atual paisagem urbana no Sertão São Franciscano, contribuindo no inadiável debate sobre as cidades pequenas e médias no Brasil.

A ocupação artística Além São Francisco surge do desejo de Ana Luisa Ribeiro, Tiago Bassani e Violeta Pavão, professores-artistas-pesquisadores da Universidade Federal do Oeste da Bahia, de fortalecer o fazer artístico como produção de conhecimento. Para eles, expor na Galeria Cañizares e na Universidade Federal da Bahia, instituição tutora da UFOB em seu princípio, é afirmar uma luta política pela Arte e pela Educação pública, contribuindo na democratização e interiorização universitária no estado.

Ficha Técnica:
Curadores
Ana Luisa Ribeiro
Tiago Bassani 
Violeta  Pavão
Artistas
Adriana Araújo
Ana Luisa Ribeiro
Angelica Rodrigues
Conchita Silva 
Junior Dias
Limiro do Santo Antonio
Luci Lopes 
Mazzo Rodrigues
Mila Vieira
Tiago Bassani
Violeta Pavão


Colaboradores
Iracema da Silva Rocha
Lilia Passos 
Maria da Aroeira


Educativo 
Tiago Bassani 
Ana Luisa Ribeiro 
Violeta Pavão


Design
Guido Giglio


Equipe da Galeria Cañizares
Coordenadores: Ricardo Bezerra e Cristiano Piton


Monitores: Lavínia Silva, Maryana Lima, João Carlos Justino e Eliana Valença  Borges

domingo, 10 de novembro de 2019

Edital para exposição na Galeria Cañizares 2020


UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
ESCOLA DE BELAS ARTES
Av. Araújo Pinho, 212, Canela - Salvador / BA - CEP 40.110-150
galeriacanizares@ufba.br


EDITAL DE SOLICITAÇÃO DE PAUTA 2020

A Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia, através da Galeria Cañizares, informa aos interessados que, no período de 13 de novembro de 2019 a 11 de dezembro de 2019, estão abertas as inscrições de solicitação de pauta para realização de exposições e atividades no ano de 2020.
1. Para efetuar a inscrição deverão ser enviados para o email canizaresgaleria@gmail.com os seguintes documentos em arquivo PDF:
a) Formulário de solicitação de pauta (disponível em www.galeriacanizares.blogspot.com) devidamente preenchido e assinado.
OBS: As datas solicitadas poderão sofrer alterações de acordo com a adequação da pauta disponível e de comum acordo entre as partes.
b) Projeto de exposição com título da mostra, justificativa, objetivos, descrição conceitual.
c) Projeto expográfico com descrição técnica, layout (planta baixa disponível em www.galeriacanizares.blogspot.com e vistas) e especificações de montagem, demandas de iluminação e/ou equipamentos especiais.
OBS: A disponibilidade de equipamentos, pedestais, molduras e outros materiais da Galeria Cañizares está sujeita às condições de conservação e uso no âmbito institucional e poderão ser verificados in loco antes do envio do projeto.
d) Currículo artístico (não Lattes) atualizado.
e) Portfólio artístico com até 20 páginas atualizado.
2. Poderão se inscrever proponentes e/ou artistas residentes no Brasil, que tenham produção em quaisquer linguagens e técnicas de artes visuais.
3. Não serão aceitos projetos de artistas que realizaram exposições individuais na Galeria Cañizares no exercício de 2018.
4. A seleção dos projetos será feita por uma Comissão de Seleção constituída por 3 (três) membros convidados pela Coordenação da Galeria Cañizares, sendo 1 (um) professor da Escola de Belas Artes da UFBA e 2 (dois) artistas, críticos e/ou curadores de artes visuais, residentes na Bahia ou em outros estados do Brasil.
5. Cada proponente e/ou artista selecionado formalizará um Contrato de pauta, onde será estabelecido o período da exposição. Em caso de desistência da pauta concedida, o proponente e/ou artista selecionado deverá encaminhar pedido por escrito à Coordenação da Galeria, até 45 (quarenta e cinco) dias antes da exposição. A não comunicação por escrito da desistência no prazo estabelecido implica no impedimento do proponente de realização de atividades e/ou exposições por um período de 2 (dois) anos consecutivos nos espaços da Galeria Cañizares, contados a partir da data do pedido da pauta.
6. O proponente e/ou artista selecionado deverá, obrigatoriamente, entregar à Galeria Cañizares os dados necessários à divulgação da exposição e atividades vinculadas (release completo) até 20 (vinte) dias antes da data da abertura, sob pena de não ocorrer a divulgação adequada por parte da administração da galeria.
7. As obras para exposição deverão ser entregues na Galeria Cañizares no mínimo 3 (três) dias antes da abertura, ficando as despesas com fretes, transportes, seguros, montagem, desmontagem e retirada das obras sob responsabilidade do proponente e/ou artista selecionado.
7.1. O proponente e/ou artista selecionado residente em Salvador e região metropolitana deverá entregar suas obras pessoalmente ou através de seus representantes legais.
7.2. O proponente e/ou artista selecionado residente fora de Salvador e região metropolitana poderá entregar suas obras pessoalmente, através de seus representantes legais ou mediante envio pelos Correios ou transportadora.
7.3. As obras remetidas pelos Correios deverão vir registradas, incluindo um envelope selado e sobrescrito para devolução.
7.4. Em caso de remessa por quaisquer tipos de transportadora, fica sob responsabilidade do proponente e/ou artista selecionado o pagamento do frete de envio e retorno.
7.5. Ocorrendo a remessa pela forma indicada no item 7.3, o proponente e/ou artista selecionado deverá apresentar à Coordenação da Galeria Cañizares, comprovante de frete pago ou envelope selado, com aviso de recebimento (AR), garantindo a devolução das obras.
7.6. O NÃO PAGAMENTO ANTECIPADO do valor do frete de retorno ou a NÃO APRESENTAÇÃO DE ENVELOPE SELADO DOS CORREIOS, implicará na NÃO DEVOLUÇÃO DAS OBRAS participantes da exposição, as quais, a juízo da Coordenação da Galeria Cañizares definirá o destino das obras.
7.7. As obras serão devolvidas ao proponente e/ou artista selecionado nas mesmas embalagens em que tiverem sido enviadas. Para tanto, é importante que o artista prime pela qualidade das embalagens. A Coordenação da Galeria Cañizares e equipe não se responsabilizam por quaisquer danos que venham ocorrer às obras durante o transporte.
8. Em caso de expografia e/ou montagem de exposição que implique em alterações físicas da Galeria Cañizares, as mesmas deverão obedecer às normas da instituição. O proponente e/ou artista deverá prever tais alterações no Projeto de solicitação de pauta. Em caso de aprovação, a aquisição de qualquer material especial, bem como o pagamento da mão-de-obra, será de total responsabilidade do proponente e/ou artista, assim como a reconstituição original do espaço num prazo estipulado pela coordenação.
8.1. A Galeria Cañizares DISPÕE APENAS DE UMA PEQUENA EQUIPE DE APOIO PARA  MONTAGEM BEM COMO FERRAMENTAS BÁSICAS, ficando a critério do proponente e/ou artista selecionado contratar pessoal para realizar a montagens mais específicas tecnicamente com ferramentas  e ferragens próprias, de acordo com orientações da Coordenação da Galeria Cañizares.
9. Fica estabelecido, para o proponente e/ou artista selecionado, o prazo de 1 (UM) dia para a RETIRADA DAS OBRAS da Galeria Cañizares, a contar do término da exposição. Expirado o prazo, a Galeria não se responsabilizará pela guarda e conservação das obras, reservando-se o direito de dispor das mesmas como lhe aprouver.
10. A visitação das exposições ocorrem de segunda a quintas - feiras, das 10:00h às 16:00h.
11. Outras informações poderão ser obtidas presencialmente com a Coordenação e/ou equipe da Galeria Cañizares, no horário de 10:00h às 16:00h, pelo e-mail canizaresgaleria@gmail.com .
CRONOGRAMA:
Período da inscrição: 13/11/2018 a 11/12/2019
Avaliação dos Projetos: 14 a 16/12/2019
Resultado: até o dia 18/12/2019

Salvador, 11 de novembro de 2019.

Prof. Ricardo Bezerra
Prof. Cristiano Piton
Coordenadores da Galeria Cañizares.


Links para download:

Edital: Clique aqui

Ficha de Inscrição: Clique aqui